Confira nossas dicas e conteúdos sobre produtos veterinários no Blog da Intersul, uma distribuidora com atuação em todo o Rio Grande do Sul!

VOCÊ SABE POR QUÊ AGOSTO É O MÊS DO CACHORRO LOUCO?

Saúde Animal

Uma das crenças mais populares no Brasil é de que agosto é o mês do cachorro louco.
Historicamente, diz-se que neste dado mês ocorre um aumento no número de cadelas no cio, em razão do clima, e de machos ficando eufóricos (“loucos”). E, em decorrência disso, é nesta fase que o ocorre a maior propagação do vírus da raiva.

O QUE É A RAIVA?
A raiva é uma zoonose (doença transmitida entre animais e humanos) causada por um vírus, de evolução rápida e com 100% de mortalidade. É uma doença que acomete mamíferos, como cães, gatos, bovinos, cavalos, animais silvestres e humanos. Ela é transmitida através de picadas/mordidas de animais infectados e o principal vetor da raiva é o morcego.

COMO É TRANSMITIDA?

Cães e gatos se infectam após serem picados ou mordidos por animais silvestres (morcegos, macacos e gambás) contaminados com o vírus. Ela é uma doença degenerativa, que ataca o sistema nervoso do animal, disseminando-se por todo o corpo rapidamente.
Inicialmente eles apresentam mudança de comportamento, podem ficar agitados, excitados e agressivos. Salivam de forma abundante e são incapazes de deglutir água/alimentos.
Os humanos contaminam-se, geralmente, após a mordida de cães ou gatos infectados, pois o vírus se instala na saliva desses animais.

EXISTE CURA?
Não existe cura para a raiva!

A única forma eficaz de prevenção desta terrível doença é através da VACINAÇÃO de todos os animais. Cães e gatos são uma fonte de contaminação, portanto, precisam ser vacinados anualmente contra a raiva e, dessa forma, evita-se a contaminação dos seres humanos.
A vacinação para cães e gatos é obrigatória, podendo ser aplicada já a partir do 3º mês de vida!

IMPORTANTE SABER:
Atualmente, essa zoonose é considerada uma doença negligenciada, sendo que sua erradicação só é possível através de uma série de estratégias. Seu controle e prevenção são prioridades para a Organização Mundial de Saúde (OMS). As estratégias em animais visam, principalmente, a eliminação da raiva em cães e gatos por meio da vacinação.

RAIVA HUMANA NO BRASIL:
A OMS divulga dados alarmantes sobre a raiva: a cada 15 minutos uma pessoa morre devido a raiva humana no mundo e mais de 300 se expõem ao vírus.
Estima-se que cerca de 55 mil pessoas morrem por ano em decorrência do seu contágio e entre esses países está o Brasil.
Mais recentemente, em maio de 2019 ocorreu uma morte por raiva em Santa Catarina, o que não acontecia há em 38 anos.
Em 2018 foram mais de 101 animais diagnosticados em São Paulo. Em 2017 foram registrados casos de raiva humana em diversos estados do Brasil.
No estado do Rio Grande do Sul, em 2017 foram contabilizados 39 casos de raiva animal. E, em 2019, até o mês de abril, 18 bovinos já haviam sido diagnosticados. Vale lembrar que em 2013 ocorreu um surto de raiva bovina, onde mais de 33 mil animais se contaminaram com o vírus.

Independentemente do histórico “mês do cachorro louco”, o ideal é deixar os seus animais com a vacinação em dia, evitando que você e sua família estejam em risco.
Procure um médico veterinário de sua confiança para deixar a carteirinha de vacinação do seu pet atualizada!

Amanda Costenaro
Médica Veterinária – CRMV|RS 14761
Promotora técnica MSD Saúde Animal Pet
amanda.costenaro@intersulvet.com.br